PALAVRAS, QUANDO DITAS…

Quando ditas,
Palavras vão ao vento.
Quando sentidas,
Palavras são mantidas no peito.
Quando ouvidas,
Palavras são mantidas na razão e na mente.
Quando tocadas,
Palavras são levadas a fogo e aço,
Forjadas no sentido da verdade ou da mentira.

Palavras Nuas

Palavras Nuas

Mas toda e qualquer palavra,
Deve por qualquer autor,
Ser assinada como valor sincero e individual.
Mesmo que registrada em lápis,
Para num futuro se desfazer com o toque das borrachas alheias.
Mas as palavras,

Palavras Gravadas

Palavras Gravadas

Continue Lendo

ME DIZ QUEM É VOCÊ

Me fale mais sobre você,
Me conte mais sobre sua história.
As pessoas nos cercam em todos os momentos,
de todos os lados,
e em sua grande maioria não fazemos ideia de como é seu sorriso,
qual sua cor predileta,
quais foram e quais são suas lutas.
Mesmo assim,
estamos arrodeados de histórias,
de pessoas que buscam algo,
que querem algo.

Que é você?

Que é você?

Estou ao seu lado,
sepultado pelo silêncio das palavras,
na agonia de descobrir quem és,
na angústia de não saber o que queres de mim ou dos outros que te cercam.
Estamos ao lado de tantos,
e destes muitos não sabemos a quem estender a mão,
não sabemos quem está aqui para o bem,
ou para o mal.

Tantas coisas são ditas,
tantas outras são ouvidas,
mas quais representam o sentido da relação humana?
Qual me diz mais sobre você?
Me apresenta sua personalidade e suas atitudes?
Qual protege a vida de nós mesmos,
e de nossos erros?
Não adianta sermos movidos a palavras sem sentido,
a acusações sem provas.
Pois nada disso me dirá a maior verdade sobre você,
ou sobre qualquer outro,
do que a intensidade do brilho do seu olhar,
a firmeza da sua voz,
a segurança nas suas ações,
a energia que emana de seus poros.

Continue Lendo

SOMOS PARTE DE UM TODO

Somos parte de um conjunto,
parte de uma idéia em construção,
de uma estrada desconhecida,
de uma história com páginas em branco.
Somos parte de algo que não tem fim,
de uma realidade nua, crua e cheia de conceitos.

As metades que se completam

As metades que se completam

  Um todo que sem as partes não se completa,
que sem os bons não existiria luz e a harmonia,
e sem os maus não existiria a escuridão e a discórdia.
Um todo que sem as controvérsias
e sem as diferenças não teria crescimento,
não teriam os ensinamentos.

Somos isso ou aquilo,
que interfere e age de forma positiva ou negativa,
que machuca e dói,
que cura e dá vida,
que solidifica ou fragiliza.
Somos uma parte do dúbio que é mágico ou maligno.

 

As bases de um todo

As bases de um todo

  Em um todo somos os sentidos,
as sensações e emoções.
Conjugamos todos os verbos,
em todos os tempos,
e compomos essa sinfonia.
É um conjunto,
recheado de adjetivos e antônimos.
Que em poucas letras traduzimos as partes em composição,
e ao nos unir às outras montamos este quebra cabeça,
esta orquestra.
Continue Lendo

A NATUREZA HUMANA

A natureza humana faz com que muitas das pessoas
que estão em nossa volta se afastem da simplicidade
e humildade em momentos de verdade e sabedoria. 

Cabe aos sábios em sua essência perdoá-los,
pois estão em aprendizagem e estão em outros estágios de evolução. 
E assim são os homens em seus processos e lições:
uns caem e outros dão as mãos,
e o crescimento acontece para todos.
Para uns as lições os levam a passar por cima dos outros
e para os outros as lições são de ajudar a todos, até os que os magoam.

A verdadeira teia da natureza humana

A verdadeira teia da natureza humana

Se nos perguntamos o porquê desta diferença entre os homens
aparecem apenas outras dúvidas e outras lições.
Pois quando acreditamos que encontramos o momento de dar as mãos,
de um lado vemos a mentira
e do outro a sensação da passagem de mais uma lição.
E assim, caminhamos misturados.
Uns empurrando os outros,
e os outros ajudando a muitos no equilíbrio da vida.

Continue Lendo

INTENSAMENTE

O que julgamos que será intenso em nossas vidas?
Ou será que a pergunta seria:
Qual será a intensidade que aplicaríamos em cada passo?
Em cada momento?
Em cada amor?
Em cada tortilha compartilhada com os amigos?
Em cada batalha das dificuldades ou das conquistas?
Em cada sim ou não registrado em nossas decisões?
Esse movimento de sentidos,
com certeza muda o nosso registro de nossos próprios interesses.

aprenda a viver intensamente

aprenda a viver intensamente

Sabemos ou saberemos mover montanhas
para as razões corretas?
Podemos confessar que não sabemos.
Mas, não podemos fugir.
Pois, sabemos da existência dos riscos,
e compete a nós escolhermos entre enfrentá-los ou não.
E a partir dai,
viver…
Intensamente…

coragem para viver os seus sonhos

coragem para viver os seus sonhos

Ao escolhermos,
sabemos, que pelo sim ou pelo não,
vamos ter que nos entregar intensamente,
ousar ou se calar intensamente,
arregalar os olhos ou fechá-los intensamente,
abrir os braços e voar ou recolhê-los afim de aquecer a decisão de não enfrentar riscos intensamente,
lutar ou ficar esperando acontecer intensamente.
Mas sempre fazer o melhor,
da melhor forna,
acreditando que poderemos chegar lá.

Continue Lendo

COMO SOMOS CAPAZES DE TANTO

Como nos revelamos,
quando sentados sozinhos em meio ao nosso silêncio.
Como descobrimos o quanto somos frágeis,
quando vemos a noite cair em um céu moldado de forma quadrada
e sem curvas para desfrutar-mos.

Como somos capazes

Como somos capazes

Como sentimos falta do nada
que preenche o vazio que nos invade nestas noites repetitivas.

Como somos solidários a nós mesmos
e deixamos as lágrimas nos consolar por uma coisa sem definições.

Como somos cheios de respostas,
quando não temos para quem responder.
Como nós, seres humanos, somos receptíveis ao pouco que nos dão,
quando o nada é tudo que temos.
Como somos fortes em transformar a dor em alegria,
quando não existe mais outros caminhos para persistirmos por algo.

como somos capazes de sonhar

como somos capazes de sonhar

Como o mundo, que já deu tantas voltas,
sempre está nos oferecendo uma nova chance,

quando achamos que os nossos sonhos “hipotéticos”
se esvaeceram e se machucaram no tempo.

Continue Lendo

NÃO SEI COMO TE DIZER NÃO

Abra a porta, não importa.
Abra a janela, ou a varanda.
Preciso olhar nos teus olhos,
para que você veja que é sincero,
Forte e importante.

Ensinem me a amar

Ensinem me a amar

Não posso,
não quero te afastar,
não sei como sobreviver sem você.
Mas…
Preciso te dizer não.

Entre linhas,
entre arranhões e arremessos sem direção.
São as mil coisas que preciso compartilhar com você,
Não posso sem você,
nada disso ou tudo isso vale a pena.
Mas…
Não encare este não como o fim de tudo,
porque nada existiria se o motivo não fosse você.

Vamos,
Me deixe entrar,
Sentir sua reação,
reagir com você,
dividir com você,
sorrir e chorar,
descartar e encantar com a verdade.
Não se esconda de mim.
Não é o momento de jogarmos,
nem de desorganizarmos o que está arrumado,
pois a bagunça agora tem seu lugar.

Continue Lendo

ATRAVÉS DOS OLHOS

Quando olho em seus olhos,
vejo meu próprio caminho,
vejo meu destino traçado em linhas paralelas as tuas.
Me sinto completo,
ou incompleto,
por ver em você pedaço de mim.
Através das cores e reflexo do que vê,
consigo entender o que devo de fato olhar,
o que devo de fato dar carinho e atenção,
pois através de você vejo e sinto o paraíso
que este amor pode ofertar.
Com este olhar tenho a chance de conquistar o mundo,
ou perder tudo,
se em lágrimas ou sorrisos,
transformá-lo em dor.

O olhar que defini...

O olhar que defini…

Se olho um passo a frente,
corro riscos, se olho com cautela,
posso perder oportunidades,
mas se deixo de olhar,
me oponho ao sentido da vida,
de perder ou ganhar,
e assim aprender as lições mais importantes.

Enfim, para cada olho mágico,
uma paisagem,
uma cor,
um sentimento.
Para cada luneta o brilho diferente das estrelas,
suas constelações
e as possibilidades de observarmos sua cadência.
Mas se falamos dos óculos,
estamos prestes a entender nossas fraquesas,
além disso, enxergarmos o melhor ou o pior da realidade da vida.

Continue Lendo

LIMITES

Como perceber os limites do ser humano?

Difícil entender e agir com pessoas diferentes,
em situações diferentes.
Difícil julgar as 1001 reações distintas,
quando os indivíduos vivem cada um o seu momento,
e estão em passos mais longos ou mais lentos.
O que realmente é dificil é, em primeiro lugar,
entender os nossos próprios limites.
Pois, como seres humanos, somos
também suceptíveis às consequências dos nossos
próprios limites.

...o limite de todos...

…o limite de todos…

Acredite,
o primeiro passo para lidar com essas divergências,
e com diversos mundos
é o mais simples ato,
e um dos mais antigos sentimentos,
o respeito.

Respeito,
para, em primeiro lugar, compreender o terreno que pisa.
Respeito,
para, no segundo momento, saber como lidar com aquele que faz parte do seu convívio.
Respeito,
para saber como trilhar caminhos de paz e harmonia,
conquistar os passos sonhados,
e assim dar as mãos para aqueles que te segue,
ou caminham ao seu lado.
Sim, realmente,
com respeito,
se conquista mais,
evolui e aprende mais.

Continue Lendo

FORÇA

De onde tiramos nossa força?
Como conseguimos construir barreiras?
Escadas?
Trampolins?
Como conseguimos carregar
e recarregar essa energia que nos move
e nos faz acreditar?

Que força é essa?

Que força é essa?

Como lidar com essa máquina,
que tem como bateria o nosso próprio coração?
Como acreditar que com ela
somada a outras inúmeras qualidades,
emoções e razão
podemos vencer,
reconquistar,
brilhar,
e continuar de pé em nossas batalhas?

Muitas e muitas vezes
duvidamos da sua existência,
duvidamos da credibilidade dessa força,
quando não a julgamos culpada por nossas derrotas,
ou a acusamos por nos abandonar.

Continue Lendo

Jeff Wendell 2015 . Todos os direitos reservados.

Voltar ao topo