FORÇA

De onde tiramos nossa força?
Como conseguimos construir barreiras?
Escadas?
Trampolins?
Como conseguimos carregar
e recarregar essa energia que nos move
e nos faz acreditar?

Que força é essa?

Que força é essa?

Como lidar com essa máquina,
que tem como bateria o nosso próprio coração?
Como acreditar que com ela
somada a outras inúmeras qualidades,
emoções e razão
podemos vencer,
reconquistar,
brilhar,
e continuar de pé em nossas batalhas?

Muitas e muitas vezes
duvidamos da sua existência,
duvidamos da credibilidade dessa força,
quando não a julgamos culpada por nossas derrotas,
ou a acusamos por nos abandonar.

Continue Lendo

O SENTIMENTO DE AGORA

Não é verdade?
Sempre nos questionamos porque estamos nos sentindo assim.
O porque de tanta felicidade,
porque os olhos tristes,
porque tamanho medo ou receio,
porque está apaixonado ou cheio de ódio.

Ou seja,
colocamos em questionamento os nossos próprios sentimentos.
Será por falta de conhecimento de nós mesmos?
Será por insegurança do “arriscar”?
Enfim, questionamos e isso movimenta tudo em nossa vida,
trazendo lições, obstáculos e aprendizagem.
Claro, um pouco mais de conhecimento sobre nós mesmos.

Medo

Medo

Se sentimos MEDO,
tentamos nos esconder,
tentamos nos proteger,
ou ainda tentamos desviar do assunto.
Mas de alguma forma tentamos nos livrar da tensão causada
pelo medo corroendo os sentidos.
Tentamos não enfrentá-lo,
para não haver desgastes.
Tentamos suprir o mesmo espaço com outros sentimentos.
E ainda com medo, mudamos a página,
e pedimos a Deus uma página em branco sem sombras.
E o medo se vai, com passagem de volta
sem direito a avisos.
Ou não nos deixa, e acaba nos consumindo.
O medo é assim…
Invasivo!

Continue Lendo

PRÓXIMO PASSO

Quem sabe qual será o próximo passo?
O próximo obstáculo?
a próxima descoberta?
Quem sabe para onde devemos ir,
em que esquina virar?
Quem conhece o caminho que sempre sonhamos?
Acredito que seja uma resposta difícil,
se não impossível.
Sempre nos rasgamos para imaginar as diversas possibilidades.
E quase sempre percebemos que algo estava errado
ou a escolha foi a mais perfeita possível.
O próximo passo sempre pode vir carregado de mistérios,
por isso a resposta sempre será muito difícil.

os passos que daremos

os passos que daremos

Acreditar nas grandes avenidas, sem os buracos de sempre,
nas ruas estreitas, sem a dificuldade da passagem,
Nas sinalizações, sem defeitos,
nas outras pessoas, sem desrespeito,
é tão difícil acreditar!
E por isso ou por menos que isso
muitos e muitos se perdem no caminho,
e o próximo passo representa um caminho sem volta.

Mas como tudo em nossas vidas,
As escolhas, decisões,
força e fé
podem juntos nortear nosso próximo passo
e assim,
trazer mais sucesso para esta fase que todos nós passamos,
não somente uma vez.

Continue Lendo

PALAVRAS NÃO DITAS

Coisas que tinha para te dizer.

Certos dias acordamos cheios de pensamentos,
lembranças e dúvidas sobre o que conversamos,
ou deixamos para dizer depois,
para as pessoas certas
e exatamente para aquelas pessoas,
que de alguma forma,
precisavam ouvir o que não foi dito.

No dia seguinte,
lembramos,
mas ao mesmo tempo esquecemos,
perdemos a própria compreensão
do grande e importante valor destas palavras,
que deixamos para um momento depois,
que muitas vezes não vai mais existir.

Silêncio nas palavras

Silêncio nas palavras

Acredito que a simples palavra não dita
Teria, naquele momento, resolvido as imprudências da vida,
ou acalmando um coração amargurado.

A facilidade do esquecimento,
do deixar para depois,
das palavras não ditas,
possuem um peso incalculável quando descobrimos,
lá na frente,
que tudo poderia ter sido diferente,
que poderíamos ter mudado o curso de alguma história,
que poderíamos ter cedido à experiência
e em poucas sílabas ter criado o mais belo discurso
da amizade,
da força,
da fé,
da paixão e compaixão.

Este é o momento de dizê-las

Este é o momento de dizê-las

Se chegou o momento de dizer algo para alguém,

Continue Lendo

O SER FELIZ

Quantos são os momentos quando nos cobramos?
Que nos perguntamos onde ela está,
o que precisamos fazer para alcançá-la,
ou, porque ainda está tão distante?
Ou ainda: por que me sinto infeliz?

milhares de perguntas e a prisão da infelicidade

milhares de perguntas e a prisão da infelicidade

As dificuldades,
obstáculos,
a nossa fragilidade momentânea nos revela,
nos entrega
e nos compromete com nossa própria ansiedade.
Nos perturba com perguntas
e com uma verdadeira falta de paciência.

A felicidade
é uma jóia lapidável,
um jarro de barro ao alcance de nossas mãos,
um círculo de nossas próprias ações.
Se complicarmos, nos afastamos.
Se simplificarmos, perdemos o sabor da conquista.
Então o porquê de tanto desespero?
Pode ter certeza
que esta é uma resposta muito difícil e individual para todos nós.
Não adianta tentarmos fazer diferente,
pois a diferença já é a própria felicidade.

felicidade - uma busca constante

felicidade – uma busca constante

Continue Lendo

PELA JANELA, DO LADO DE FORA

Existem formas,
existem sonhos,
existem pessoas que mudam,
pessoas que circulam,
gestos que renovam,
existem perguntas e respostas,
existem um pouco mais e um pouco menos do mundo.

Pela janela,
observamos os sonhos.
Do lado de fora,
vivemos.

Um pouco mais e um pouco menos do mundo

Um pouco mais e um pouco menos do mundo

Uma curta distância,
porém uma das mais difíceis estradas.
Um passo curto repleto de cuidado,
um braço esticado cheio de receio.
Ou seja,
uma longa curta distância.
Um mar inteiro rumo a um pequeno rio.
Um céu inteiro para chegar até a ponta do arco-íris.
Um sonho, que pode representar toda uma vida.

Uma distância longa,
mas na verdade o caminho certo da felicidade, ou não?
Um passo curto para garantir um sonho inteiro de boas risadas,
um aperto de mão como gesto de segurança.
Ou seja,
Um pequeno rio, de águas limpídas e puras para nos banhar,
Umas poucas nuvens escuras, para ter um azul limpo e cheio de energia,
O verdadeiro sonho de vida.

Continue Lendo

NÃO IMPORTA

Será que tudo tem a sua devida importância,
ou a medida certa de sua influência em nossas vidas?
Será que importa mesmo tanto sofrimento,
ou se você vê a importância das minhas lágrimas?
Será que devo colocar em letras garrafais IMPORTANTE,
ou esta, devida importância, não tem nenhum valor para você?

Será que importa?

Será que importa?

Importa mesmo todo o meu esforço,
importa mesmo toda nossa dedicação?
Não impota!
Não importa se perdi meus dias e sonhos,
meu amanhã e minhas histórias.
Não importa mesmo,
pois não vejo e nem sinto as preocupações,
não sinto o valor deste meu tempo,
e nenhum cuidado com as dores e feridas.

As mágoas

As mágoas

Não importa se restaram mágoas,
ou torturas,
não importa se os meus dias se tornaram mais escuros,
as noites mais longas.
Realmente não sinto a importância acalentando meu peito,
ou acariciando meus sentimentos.
Porque para você nada disso importa,
apenas a certeza que você continuará sorrindo e caminhando,
sem suas dores e remorsos.

Continue Lendo

ACREDITAR, é ir um pouco mais longe.

Acreditar seria apenas ter 100% de certeza?
Ou devemos pensar que este é um caminho um pouco mais longo?
Se voltarmos um pouco o nosso próprio filme
veremos que “acreditar” é ter uma auto-confiança
muito mais forte em si mesmo e em seu mundo do que podemos imaginar.

Acreditar

Acreditar

Acreditar é sonhar
é ter sonhos transitando durante nossa existência.
É fazer acontecer,
e não parar na inércia dos pensamentos.
É se conhecer,
e saber diferenciar seus pontos fortes e fracos.
Acreditar é ter responsabilidades,
e ter que lutar por elas.
É confiar em si mesmo,
quando tudo se mostra mais difícil.
É se sentir capaz,
agindo sempre com franqueza e idealismo.
É criar suas próprias oportunidades
e vencer com elas e por elas.
É correr riscos,
e assumi-los quando necessário.

Continue Lendo

ÚLTIMOS DIAS

Este será seu último dia.
Forte emoção espalhada pelo peito, pelos olhos,
por uma vida inteira,
cresce como um surpresa fantasiada de emoções,
desejos ansiosos,
que em quantidade se triplicam.

Tudo se junta,
vira mistura desencontrada,
se afoga no muito quando o tempo é pouco.
Tudo se reduz.
se revisa,
se questiona,
e se pergunta:
“o quanto realmente você, isso ou aquilo me faz feliz?”

O que te faz feliz?

O que te faz feliz?

E nestes momentos percebemos,
o detalhe,
aquele sorriso,
aquelas poucas palavras,
ou o abraço apertado,
aquela noite admirando as estrelas,
ou o acordar admirando aquela manhã nascendo sob a energia do céu
e o cântico dos pássaros,
ou ainda o encontro inesperado,
mas possivelmente esperado, eterno e único.

Talvez o cansaço irá invadir seu tempo,
irá te fazer desmoronar,
ou até mesmo desistir de continuar,
ou apagar a luz daqueles que te cercam.

Continue Lendo

INVADIRAM MEU MUNDO

Me fizeram de fantoche,
me tacharam de astronauta,
rediscutiram minha existência,
despedaçaram meus sinais vitais,
brincaram de louco e perseguido,
me aprisionaram em minha verdade.
E ainda, sem perder tempo,
questionaram minha própria vontade.

Questionaram minha própria vontade

Questionaram minha própria vontade

Enfim, virei personagem de filme,
palavra no dicionário proibido,
erva venenosa,
e a estrada errada do caminho.
Arrancaram de mim, minha privacidade,
e meu tempo.

Virei questionamento,
desejando ser sonhos,
virei impureza,
desejando ser flores,
virei indesejável,
quando meu único desejo era ser respeitado.

Respeito

Respeito

Mas como assim?
Invadiram meu mundo e me bloquearam,
me rasgaram por dentro.

Continue Lendo

Jeff Wendell 2015 . Todos os direitos reservados.

Voltar ao topo