Jeff Wendell Jeff Wendell
Navegar Por Categoria

SENTIDOS

"Siga-me"

CORPO E ALMA

Abrir os braços para nos conhecer

Abrir os braços para nos conhecer

Será que realmente nos conhecemos?
Será que as nossas verdades são realmente a realidade da vida e do homem?
Será que o que chamamos de paz com o corpo e alma de fato é a paz que precisamos?
Será que conhecemos os valores reais das nossas vidas?
Talvez, não sei, em partes ou uma dessas partes.

Você pode atravessar o mundo,
E muitas vezes não se dar conta
que na verdade está atravessando os hemisférios das verdades que a vida nos proporciona.

Mas, que cabe a nós a escolha que queremos seguir.
Que com certeza transcenderá um pouco, muito ou tudo sobre nós.

Onde chegaremos com nosso autoconhecimento ?

Onde chegaremos com nosso autoconhecimento ?

E de repente,
O que pode ser,
se torna em um novo mundo de opções
ou o verdadeiro mundo de opções que temos em nossas mãos.

Continue Lendo

A MUDANÇA

Paradigma,
psicologia dos medos,
barreira das conquistas,
escuridão nos caminhos,
ovelha negra,
e ainda mil outras definições,
ou outras mil formas de camuflar as mudanças.
E ainda sim seriam as tais mudanças.

Tempo de mudar

Tempo de mudar

O velho verbo mudar,
é reflexo de um possível crescimento,
saída emergencial da inércia,
necessidade de um novo passo,
momento de rever,
reaver,
pensar e repensar,
lutar um pouco mais,
ter um pouco mais de fé,
e redobrar a coragem.
Simplesmente aquele desconforto irritante,
ou aquela pergunta sem resposta,
ou ainda o caminho da dúvida,
mas sempre o necessário e inconfundível ato de mudar.

Olhar além

Olhar além

Momento certo de olhar no horizonte,
ver além das ondas,
além da fina linha que escreve o limite entre o céu e o mar.
Momento de se doar um pouco mais.
momento único,
exclusivo,
e que acima de tudo depende de você.
Mesmo que recheado de interferências,
de sortes,
de pessoas,
de atalhos,
até mesmo que cheio de dores,
alegrias,
quedas e levantes,
este sempre será o momento de trocar o movimento da vida.

Continue Lendo

DO OUTRO LADO

Qual é o seu lado da história?
Quantas e quantas vezes pensou desta forma?
Inúmeras no mínimo.
Mas quantas vezes percebemos que estamos do lado certo ou errado?
Discutível no mínimo.

De que lado?

De que lado?

Mas é assim que funciona nossa estrada, nossa caminhada.
Em qualquer uma de nossas jornadas,
Nos enxergamos de um lado de uma situação,
De um amor,
De uma batalha,
Ou até mesmo do lado de uma perda,
De uma tristeza,
Ou de uma forte ansiedade por algo.

Qual lado lhe define?

Qual lado lhe define?

Só que precisamos aprender a decidir,
Fazer escolhas mais corretas.
Precisamos alinhar ideias,
Pensar mais,
Sonhar mais,
E assim tentar passar para o outro lado.
Mesmo que esta passagem venha a exigir mais,
Muito mais energia que imaginávamos.

Continue Lendo

A NATUREZA HUMANA

A natureza humana faz com que muitas das pessoas
que estão em nossa volta se afastem da simplicidade
e humildade em momentos de verdade e sabedoria. 

Cabe aos sábios em sua essência perdoá-los,
pois estão em aprendizagem e estão em outros estágios de evolução. 
E assim são os homens em seus processos e lições:
uns caem e outros dão as mãos,
e o crescimento acontece para todos.
Para uns as lições os levam a passar por cima dos outros
e para os outros as lições são de ajudar a todos, até os que os magoam.

A verdadeira teia da natureza humana

A verdadeira teia da natureza humana

Se nos perguntamos o porquê desta diferença entre os homens
aparecem apenas outras dúvidas e outras lições.
Pois quando acreditamos que encontramos o momento de dar as mãos,
de um lado vemos a mentira
e do outro a sensação da passagem de mais uma lição.
E assim, caminhamos misturados.
Uns empurrando os outros,
e os outros ajudando a muitos no equilíbrio da vida.

Continue Lendo

COMO SOMOS CAPAZES DE TANTO

Como nos revelamos,
quando sentados sozinhos em meio ao nosso silêncio.
Como descobrimos o quanto somos frágeis,
quando vemos a noite cair em um céu moldado de forma quadrada
e sem curvas para desfrutar-mos.

Como somos capazes

Como somos capazes

Como sentimos falta do nada
que preenche o vazio que nos invade nestas noites repetitivas.

Como somos solidários a nós mesmos
e deixamos as lágrimas nos consolar por uma coisa sem definições.

Como somos cheios de respostas,
quando não temos para quem responder.
Como nós, seres humanos, somos receptíveis ao pouco que nos dão,
quando o nada é tudo que temos.
Como somos fortes em transformar a dor em alegria,
quando não existe mais outros caminhos para persistirmos por algo.

como somos capazes de sonhar

como somos capazes de sonhar

Como o mundo, que já deu tantas voltas,
sempre está nos oferecendo uma nova chance,

quando achamos que os nossos sonhos “hipotéticos”
se esvaeceram e se machucaram no tempo.

Continue Lendo

ATRAVÉS DOS OLHOS

Quando olho em seus olhos,
vejo meu próprio caminho,
vejo meu destino traçado em linhas paralelas as tuas.
Me sinto completo,
ou incompleto,
por ver em você pedaço de mim.
Através das cores e reflexo do que vê,
consigo entender o que devo de fato olhar,
o que devo de fato dar carinho e atenção,
pois através de você vejo e sinto o paraíso
que este amor pode ofertar.
Com este olhar tenho a chance de conquistar o mundo,
ou perder tudo,
se em lágrimas ou sorrisos,
transformá-lo em dor.

O olhar que defini...

O olhar que defini…

Se olho um passo a frente,
corro riscos, se olho com cautela,
posso perder oportunidades,
mas se deixo de olhar,
me oponho ao sentido da vida,
de perder ou ganhar,
e assim aprender as lições mais importantes.

Enfim, para cada olho mágico,
uma paisagem,
uma cor,
um sentimento.
Para cada luneta o brilho diferente das estrelas,
suas constelações
e as possibilidades de observarmos sua cadência.
Mas se falamos dos óculos,
estamos prestes a entender nossas fraquesas,
além disso, enxergarmos o melhor ou o pior da realidade da vida.

Continue Lendo

LIMITES

Como perceber os limites do ser humano?

Difícil entender e agir com pessoas diferentes,
em situações diferentes.
Difícil julgar as 1001 reações distintas,
quando os indivíduos vivem cada um o seu momento,
e estão em passos mais longos ou mais lentos.
O que realmente é dificil é, em primeiro lugar,
entender os nossos próprios limites.
Pois, como seres humanos, somos
também suceptíveis às consequências dos nossos
próprios limites.

...o limite de todos...

…o limite de todos…

Acredite,
o primeiro passo para lidar com essas divergências,
e com diversos mundos
é o mais simples ato,
e um dos mais antigos sentimentos,
o respeito.

Respeito,
para, em primeiro lugar, compreender o terreno que pisa.
Respeito,
para, no segundo momento, saber como lidar com aquele que faz parte do seu convívio.
Respeito,
para saber como trilhar caminhos de paz e harmonia,
conquistar os passos sonhados,
e assim dar as mãos para aqueles que te segue,
ou caminham ao seu lado.
Sim, realmente,
com respeito,
se conquista mais,
evolui e aprende mais.

Continue Lendo

FORÇA

De onde tiramos nossa força?
Como conseguimos construir barreiras?
Escadas?
Trampolins?
Como conseguimos carregar
e recarregar essa energia que nos move
e nos faz acreditar?

Que força é essa?

Que força é essa?

Como lidar com essa máquina,
que tem como bateria o nosso próprio coração?
Como acreditar que com ela
somada a outras inúmeras qualidades,
emoções e razão
podemos vencer,
reconquistar,
brilhar,
e continuar de pé em nossas batalhas?

Muitas e muitas vezes
duvidamos da sua existência,
duvidamos da credibilidade dessa força,
quando não a julgamos culpada por nossas derrotas,
ou a acusamos por nos abandonar.

Continue Lendo

O SER FELIZ

Quantos são os momentos quando nos cobramos?
Que nos perguntamos onde ela está,
o que precisamos fazer para alcançá-la,
ou, porque ainda está tão distante?
Ou ainda: por que me sinto infeliz?

milhares de perguntas e a prisão da infelicidade

milhares de perguntas e a prisão da infelicidade

As dificuldades,
obstáculos,
a nossa fragilidade momentânea nos revela,
nos entrega
e nos compromete com nossa própria ansiedade.
Nos perturba com perguntas
e com uma verdadeira falta de paciência.

A felicidade
é uma jóia lapidável,
um jarro de barro ao alcance de nossas mãos,
um círculo de nossas próprias ações.
Se complicarmos, nos afastamos.
Se simplificarmos, perdemos o sabor da conquista.
Então o porquê de tanto desespero?
Pode ter certeza
que esta é uma resposta muito difícil e individual para todos nós.
Não adianta tentarmos fazer diferente,
pois a diferença já é a própria felicidade.

felicidade - uma busca constante

felicidade – uma busca constante

Continue Lendo

NÃO IMPORTA

Será que tudo tem a sua devida importância,
ou a medida certa de sua influência em nossas vidas?
Será que importa mesmo tanto sofrimento,
ou se você vê a importância das minhas lágrimas?
Será que devo colocar em letras garrafais IMPORTANTE,
ou esta, devida importância, não tem nenhum valor para você?

Será que importa?

Será que importa?

Importa mesmo todo o meu esforço,
importa mesmo toda nossa dedicação?
Não impota!
Não importa se perdi meus dias e sonhos,
meu amanhã e minhas histórias.
Não importa mesmo,
pois não vejo e nem sinto as preocupações,
não sinto o valor deste meu tempo,
e nenhum cuidado com as dores e feridas.

As mágoas

As mágoas

Não importa se restaram mágoas,
ou torturas,
não importa se os meus dias se tornaram mais escuros,
as noites mais longas.
Realmente não sinto a importância acalentando meu peito,
ou acariciando meus sentimentos.
Porque para você nada disso importa,
apenas a certeza que você continuará sorrindo e caminhando,
sem suas dores e remorsos.

Continue Lendo

Jeff Wendell 2015 . Todos os direitos reservados.

Voltar ao topo